"Aquele que tem caridade no coração tem sempre qualquer coisa para dar. "
( Santo Agostinho )

terça-feira, 7 de Dezembro de 2010

Medidas de prevenção contra vagas de frio



Medidas de Autoprotecção


As vagas de frio podem estar associadas a outros fenómenos meteorológicos, como a queda de neve, ventos fortes ou a formação de gelo.Tenha isto em atenção ao proteger-se!

 
Antes da Chegada do Inverno

 
Procure estar atento às informações meteorológicas. Uma descida brusca de temperatura pode ser um indício de uma vaga de frio, obrigando à adopção de medidas de autoprotecção.

Previna-se com roupa quente e calçado adequado.

Verifique se as portas e janelas têm pontos por onde o ar frio possa entrar para dentro de casa. Vede esses espaços, fazendo um bom isolamento da habitação.


Se vive numa zona propensa a ficar isolada pela neve:
Prepare um estojo de emergência contendo um rádio e lanterna a pilhas, agasalhos, material de primeiros socorros, pilhas de reserva e medicamentos essenciais.

Tenha sempre em casa uma reserva de água potável e de alimentos ricos em calorias (chocolates e frutos secos, por exemplo), suficientes para dois ou três dias.

Tenha também uma botija de gás suplente e faça uma pequena reserva de produtos de higiene pessoal.

Durante uma Vaga de Frio

 
Mantenha-se atento aos noticiários da Meteorologia e às indicações da Protecção Civil transmitidas pelos órgãos de comunicação social.

Procure manter-se em casa ou em locais quentes.

Use várias camadas de roupa em vez de uma única peça de tecido grosso. Evite as roupas muito justas ou as que o façam transpirar.

O ar frio não é bom para a circulação sanguínea. Evite as actividades físicas intensas que obrigam o coração a um maior esforço e podem até conduzir a um ataque cardíaco.

Se suspeitar que você ou alguém que o rodeia está com hipotermia ligue imediatamente para o 112.

O consumo excessivo de electricidade pode sobrecarregar a rede originando falhas locais de energia. Procure poupar energia, desligando os aparelhos eléctricos que não sejam necessários. Tenha à mão lanterna e pilhas, para o caso de faltar a luz.

Tenha cuidado com as lareiras. Em lugares fechados sem renovação de ar, a combustão pode originar a produção de monóxido de carbono, um gás letal.

Seja também cuidadoso com os aquecedores devido ao risco de acidentes domésticos.


 
Se vive numa zona propensa a ficar isolada pela neve:
Doseie os alimentos, a água e outros utensílios essenciais para um possível isolamento.

Conserve a calma e transmita-a aos que o rodeiam. Procure ter uma atitude prática perante os acontecimentos.

Use o telefone só para chamadas de emergência.

 

Se Tiver de Sair de Casa:

Evite uma exposição excessiva ao frio. Saia de casa apenas se tal for estritamente necessário.

O perigo extremo ocorre quanto há vento forte. A situação de desconforto térmico aumenta e sente-se mais frio. Não saia de casa nessas alturas.

Se vai ter necessidade de passar muito tempo no exterior da casa, use várias peças de roupa, em vez de uma única peça de tecido grosso. Use um chapéu ou gorro para proteger a cabeça.

Proteja o rosto. Evite a entrada de ar extremamente frio nos pulmões.

Mantenha as roupas secas. Mude meias molhadas ou outras peças que possam contribuir para a perda de calor.

Evite caminhar em zonas com gelo ou neve, para evitar o risco de quedas que podem produzir graves lesões.

Os idosos, crianças e pessoas com dificuldades de locomoção não devem sair de casa.

 
Se Viajar de Automóvel:

 
Evite deslocações desnecessárias. Suspenda excursões ou passeios na montanha ou em zonas propensas a quedas de neve e descidas significativas de temperatura.

Sempre que possível utilize os transportes públicos. Se, no entanto, tiver necessidade de utilizar a sua viatura, procure levar consigo um rádio, lanterna, roupa quente e um cobertor. Leve também alimentos ricos em calorias e não se esqueça do telemóvel, se o tiver.

Evite viajar sozinho no automóvel. Caso tal não seja possível, assegure-se de que alguém conhece a sua rota de viagem e sabe as estradas que vai utilizar.

Antes de iniciar viagem, Faça uma revisão rápida do nível de gasolina, luzes e travões. Coloque um líquido anticongelante no radiador. Leve correntes para a neve, se for caso disso.

Informe-se junto das autoridades dos riscos que vai enfrentar no seu trajecto. Procure conhecer locais de refúgio (povoações, hotéis, estalagens).

Viaje de dia e mantenha o rádio ligado para ouvir as informações meteorológicas ou de trânsito. Se a estrada não oferecer condições de segurança volte para trás.

Se existir neve na estrada, coloque correntes nos pneus. Conduza cuidadosamente. Mantenha a velocidade reduzida e não faça movimentos bruscos com o automóvel.

Resista à tentação de poupar tempo guiando mais depressa do que as condições meteorológicas e do piso o permitem.

Procure avançar em cima de neve mais recente, evitando sempre as zonas com gelo na estrada (normalmente, as placas de gelo formam-se nos locais mais sombrios).

Se for surpreendido por um temporal durante a viagem e estiver longe de uma povoação, deve manter a calma e permanecer dentro da viatura. O automóvel servirá de barreira ao vento e os pneus actuarão como isolante, em caso de trovoada. Tente colocar um pano colorido na antena para chamar a atenção.

Ligue o motor cerca de dez minutos em cada hora. Abra uma fresta na janela que se encontra do lado oposto ao vento para deixar renovar o ar e evitar o envenenamento por monóxido de carbono.

Mantenha o tubo de escape limpo de neve. Não deixe que o fumo chegue ao interior da viatura, pois poderá ficar intoxicado.

Faça pequenos exercícios com os braços, pernas e dedos para manter a circulação sanguínea. Não adormeça.

Procure estar atento às indicações difundidas pela Protecção Civil na rádio.
 
 
Esta informação é fornecida pela ANPC (Autoridade Nacional para a Protecção Civil).

Sem comentários:

Enviar um comentário